Repórter Guaibense

Notícias/Geral

Brigada Militar intensifica campanha de combate a violência contra mulher em Guaíba

Corporação atende 223 mulheres da cidade com medidas protetivas

Brigada Militar intensifica campanha de combate a violência contra mulher em Guaíba
Sd Luciana/BPM
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Buscar estabelecer vínculos entre a Brigada Militar e comunidade, em especial as mulheres. Esse é o objetivo central da ação “Defenda a Mulher”, uma iniciativa do comando do 31º Batalhão de Polícia Militar (BPM) que visa fortalecer a Rede de Enfrentamento à violência doméstica e familiar.

Um dos principais desafios do trabalho do policial militar é o alto número de atendimentos de ocorrências relacionadas à violência doméstica. Através do trabalho da Patrulha Maria da Penha, que acompanha as vítimas que possuem medida protetiva de urgência contra seus ex-companheiros, mas esse número tende a diminuir.

Atualmente, são atendidas 223 mulheres somente em Guaíba, e em 2021 foram realizadas mais de 1,2 mil acompanhamentos.

Em união com Ministério Público, poderes executivo e legislativo, Susepe, Conselho Tutelar, Coordenadoria e Promotoria da Mulher e associações vinculadas, o comandante, tenente-coronel Maurício Flores, ressalta que a Brigada com o apoio da Rede de Enfrentamento à violência doméstica e contra a mulher pode trabalhar em diferentes frentes de atuação.

A ideia é investir na prevenção e conscientização dos crimes de violência contra a mulher através de ações pontuais na cidade, como ir nos bairros e conversar com à população, em um trabalho feito de “casa em casa”. Até a primeira quinzena de junho, foram visitados os bairros São Jorge, Nova Guaíba, Santa Rita, Colina e Pedras Brancas, abrangendo diferentes zonas da cidade.

De acordo com o Flores, é essencial a criação do vínculo com a comunidade, o que gerará confiança e uma mudança na atual realidade.

Comentários:

Veja também