Repórter Guaibense

Notícias/Saúde

Guaíba libera vacinação da 4ª dose contra covid-19 para profissionais da saúde

Atendimentos acontecem em cinco unidades de saúde

Guaíba libera vacinação da 4ª dose contra covid-19 para profissionais da saúde
Camila Domingues - Arquivo Palácio Piratini
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Guaíba liberou a partir desta quinta-feira  (9) a vacinação a quarta dose contra covid-19 para profissionais de saúde. Os atendimentos acontecem nas unidades de saúde do Centro, Columbia City, Cohab, Primavera e Nova Guaíba, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

A Secretaria de Saúde ainda espera que a partir da semana que vem comece a aplicação da quarta dose também para pessoas maiores de 50 anos, que depende da chegada de mais imunizantes do Ministério da Saúde.

No total, são 772.162 adultos entre 50 e 59 anos e 283.117 trabalhadores da saúde aptos a receber o reforço no Rio Grande do Sul. A imunização será iniciada com as 191 mil doses da vacina da Astrazeneca e da Janssen distribuídas aos municípios nesta terça-feira. Com a chegada de 1,2 milhão de doses da vacina da Astrazeneca e  mais 514.800 doses na próxima semana, estará garantido que haverá vacinas para todos os grupos. 

“São indivíduos que já estão apresentando diminuição na imunidade, se infectando pela primeira vez ou se reinfectando”, disse a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri, explicando a necessidade de vacinar os dois grupos.

 

Adolescentes

Na sexta-feira (10), será a vez dos adolescentes entre 12 e 17 anos começarem a receber a dose de reforço contra a covid-19 no Estado.  Atualmente, há 561.324 adolescentes no Estado aptos a receber a dose de reforço, que aumenta a proteção contra os efeitos da covid.

Inicialmente, eles serão imunizados com as 215.415 doses da coronavac que o Cevs e os municípios têm em estoque. A partir da próxima semana, com a chegada das vacina da Pfizer ao Estado, a vacinação  também passará a ser feita prioritariamente com o imunizante. 

Comentários:

Veja também