Repórter Guaibense

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

Notícias/Geral

Guaíba: supermercado é interditado por suspeita de comercializar produtos submersos pelas águas da enchente

Os produtos estavam avariados, sujos, sem rótulos ou com rótulos sem possibilidade de identificação

Guaíba: supermercado é interditado por suspeita de comercializar produtos submersos pelas águas da enchente
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma fiscalização conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), Polícia Civil e Vigilância Sanitária Municipal realizada na tarde desta quarta-feira (3), em Guaíba, localizou em dois supermercados grande quantidade de produtos suspeitos de terem ficados submersos durante a enchente. Os produtos estavam avariados, sujos, sem rótulos ou com rótulos sem possibilidade de identificação.

Um dos locais foi totalmente interditado, e o proprietário autuado pela Vigilância Sanitária. O outro sofreu interdição cautelar porque alguns produtos que apresentavam avarias estavam expostos ao consumo.

O nome do estabelecimento não foi divulgado. No entanto, a reportagem de Zero Hora apurou que se trata do Supermercado Paulinho. O comércio conta com mais de uma unidade, mas a que foi alvo da ação fica no bairro Ermo.

Leia Também:

O promotor de Justiça de Guaíba Fernando Sgarbossa ressalta a importância do trabalho conjunto para flagrar esse tipo de prática: “As instituições estão trabalhando fortemente para coibir esse crime contra as relações de consumo e seguiremos realizando as fiscalizações”.

Já a promotora de Justiça Karinna Orlandi destaca que a ação foi realizada já em atuação de fiscalização diante de denúncia encaminhada à Promotoria de Justiça de Guaíba. E alerta: “Precisamos que a população denuncie caso desconfie de que produtos atingidos pelas enchentes estejam sendo vendidos".

De acordo com a Delegada Karoline Calegari, a comercialização de produtos nessas condições é proibida, pois pode afetar a saúde humana, razão pela qual serão instaurados inquéritos policiais para apurar os fatos. Outros estabelecimentos também serão fiscalizados.

O MPRS alerta os consumidores para que fiquem atentos na compra de alimentos e produtos neste período pós-enchente, pois podem apresentar riscos à saúde. Na dúvida, não compre e denuncie: [email protected]

Comentários:

Veja também