Repórter Guaibense

Sabado, 13 de Abril de 2024

Notícias/Saúde

Guaíba tem 18 casos suspeitos de dengue no ano; três foram confirmados

Cidade tem três casos confirmados de dengue e um de chikungunya em 2024

Guaíba tem 18 casos suspeitos de dengue no ano; três foram confirmados
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Guaíba tem três casos confirmados de dengue e um de chikungunya em 2024, segundo atualização do governo do Rio Grande do Sul desta quinta-feira (22). Os pacientes que tentaram positivo para a doença moram nos bairros Jardim dos Lagos, Bom Fim e Florida.

A cidade registra até agora 18 casos suspeitos de dengue. Ano passado a cidade não tinha nenhum caso de dengue em fevereiro, eles começaram a aparecer em abril de 2023, segundo a coordenadora municipal de Vigilância Ambiental, Elisa Teixeira.

Para ela, não faz sentido a luta contra o mosquito sem o apoio da população. "Estamos indo na tendência de aumento de casos do RS, já começamos o ano trabalhando intensamente no combate ao Aedes aegypti, estamos reunidos lideranças de bairros para buscar apoio das comunidades nesta frente. A dengue é um problema social da qual a Secretaria da Saúde, juntamente, com os seus serviços, é parte muito atuante, mas de nada adianta trabalhamos intensamente se as pessoas em casa continuarem mantendo depósitos de água", avalia.

Leia Também:

Medidas de prevenção à proliferação e circulação do mosquito aedes aegypti, causador da dengue, como a limpeza e revisão das áreas interna e externa das residências ou apartamentos e a eliminação dos objetos com água parada, impedem o mosquito se reproduzir, cortando o ciclo de vida na fase aquática. O uso de repelente também é recomendado para maior proteção individual contra o aedes aegypti.

Neste ano, o Rio Grande do Sul já registra 5.695 casos confirmados da doença, dos quais 4.921 são autóctones, que é quando o contágio aconteceu dentro do Estado, com os demais sendo importados (residentes do RS que foram infectados em viagem a outro local). Em 2023, foram mais de 34 mil casos autóctones. Ao todo, foram 54 óbitos por dengue no ano passado.

A Secretaria da Saúde reforça a importância de que a população procure atendimento médico nos serviços de saúde logo nos primeiros sintomas, evitando o agravamento da doença e a possível evolução para óbito.

 

Principais sintomas da dengue

- Febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias
- Dor retro orbital (atrás dos olhos)
- Dor de cabeça
- Dor no corpo
- Dor nas articulações
- Mal-estar geral
- Náusea
- Vômito
- Diarreia
- Manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira.

Comentários:

Veja também