Repórter Guaibense

Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Notícias/Geral

Primeira-dama Janja da Silva inaugura Lavanderia Solidária e visita abrigos em Guaíba

Cidade recebeu ajuda humanitária do governo dos Emirados Árabes Unidos

Primeira-dama Janja da Silva inaugura Lavanderia Solidária e visita abrigos em Guaíba
Lucas Wink
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A primeira-dama Janja Lula da Silva visitou Guaíba nesta quinta-feira (6), em sua quarta vinda ao Rio Grande do Sul depois da enchente que atingiu grande parte do Estado. A esposa do presidente Lula inaugurou a Lavanderia Solidária, iniciativa de auxiliar as pessoas afetadas dos bairros Cohab e Santa Rita. 

Ela chegou de helicóptero por volta das 11 horas da manhã no parque Coelhão e visitou cerca de 80 pessoas que estão abrigadas no local desde o início das enchentes. Com a ajuda humanitária do governo dos Emirados Árabes Unidos, a comitiva entregou cobertores, cestas básicas, kits de higiene e limpeza e roupas íntimas para as mulheres.

"A gente tem recebido doações de diversos países, do Paraguai, do Japão, do Canadá, então o mundo se mobilizou para ajudar o estado gaúcho. Não foi somente o Brasil não, o mundo inteiro está unido pelo Rio Grande do Sul", destacou.

Leia Também:

Janja visitou logo após o canil da Prefeitura Municipal de Guaíba próximo do Portão da Alegria, que abriga quase cem animais desde o início das enchentes. Ao todo, a cidade registra mais de 250 em quatro abrigos temporários. O governo federal enviou em maio ao Rio Grande do Sul 20 toneladas de donativos para animais atingidos e destinou R$ 180 mil para compra de ração, medicamentos, infraestrutura de abrigos, castrações e outras medidas.

 

 

A esposa do presidente Lula terminou a agenda na inauguração do projeto Lavanderia Solidária nos bairros Cohab e Santa Rita, iniciativa conjunta com o gabinete da Primeira-Dama da cidade, Deisi Maranata, que oferecerá serviços de lavagem de vestuários para as pessoas afetadas pela enchente. 

Para Janja, a lavanderia é muito importante pois as mulheres sentem mais os efeitos das enchentes e volta para casas às vezes desamparadas sem os equipamentos necessários do dia a dia. "Essa lavanderia vai poder atender e lavar as roupas das crianças, de casa, e dar um pouco de tranquilidade para as nossas mulheres", disse.

O prefeito Marcelo Maranata destacou o lema do Governo Federal "União e Reconstrução". Para ele, ninguém imaginava que nós iríamos passar por isto, que nós iríamos ser recebido com as águas pelas costas na força e no volume que aconteceu.

"A gente tem que estar unido pois separados a gente não deve chegar a lugar nenhum, e se nós tivermos o foco da reconstrução vamos sair maior do a gente é. Isso vai nos deixar mais forte, mas não somente forte, mas dependente um do outro. A gente depende do vizinho, do amigo, do bombeiro, do Exército e aqui na lavanderia vamos depender de amigos, voluntários e de pessoas que até já doaram sabão em pó e amaciante", afirmou.

 

 

A Lavanderia funcionará de segunda a sábado – das 8h às 12h e das 13h às 17h - na Av. Lupicínio Rodrigues, 920, Santa Rita.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES
• O serviço de lavagem será GRATUITO;
• O ciclo de lavagem leva em média 2h;
• As máquinas são de 12kg, então não traga volume de roupas que exceda o nível da máquina;
• Separe as roupas brancas, pretas e coloridas;
• Traga seu amaciante de preferência;
• O sabão em pó será disponibilizado gratuitamente;
• Traga sacos ou cestos para carregar a roupa lavada;
• Cada família poderá utilizar a máquina de lavar a cada 5 dias.

 

Comentários:

Veja também