Repórter Guaibense

Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024

Notícias/Geral

Sob protestos, Câmara aprova projeto de lei que concede reajuste de 4,62% aos servidores

A proposta foi aprovada por 10 votos favoráveis e 4 contrários

Sob protestos, Câmara aprova projeto de lei que concede reajuste de 4,62% aos servidores
Valmir Michelon
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em sessão extraordinária nesta quinta-feira (1º), que durou seis horas, a Câmara de Vereadores de Guaíba aprovou o projeto de lei de reajuste salarial de 4,62% ao servidores públicos. A categoria protestou no plenário Jonas Xavier contra a medida do governo do prefeito Marcelo Maranata.

O Sindicato dos Professores Municipais de Guaíba diz não ser contra a decisão sem antes passar por uma assembleia geral da categoria. A diretoria esteve em reunião com o prefeito na última segunda-feira (29). Segundo a presidente Michele Tavares, a diretoria vinha há dias estudando e se aprofundando para não chegar despreparada diante da mesa de negociações, sugerindo soluções viáveis ao Executivo para que fosse cumprida a lei do piso do magistério.

"Certo que a transparência e o diálogo sempre serão a melhor escolha. Mostramos e deixamos bem claro que estamos sindicato mas somos professores acima de qualquer coisa e que, nunca, nenhuma decisão será tomada somente por nós. Não aceitamos a proposta dos 4,62%, nem do aumento do vale, inferior ao oferecido na última assembleia em 2023. Deixamos claro a nossa postura diante disso e argumentamos que nada seria decidido sem uma assembleia com a categoria", relata Michele.

Leia Também:

A proposta foi aprovada por 10 votos favoráveis e 4 contrários. Votaram contra os vereadores Manoel Eletricista, Carla Vargas, Tiago Green e Ale Alves. Graciano Pereira não estava presente.

O governo respondeu ofício da mesa diretora da Câmara de Vereadores sobre o porquê do porcentual de 4,62%. A justifica é que a inflação acumulada no período aplicável, medida pelo IPCA [Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo], é de 3,20%, e o reajuste anual do Piso Nacional Salarial do Magistério definido pelo Ministério da Educação neste mês de janeiro foi de 3,62%.

"Importante salientar que o reajuste proposto não consiste em mera reposição das perdas da inflação. Visto que considerando a inflação de 3,20% acumulada no período aplicável, o percentual concedido de 4,62% consiste em um reajuste 44,38% acimadas perdas da inflação, representando importante aumento real nos vencimentos dos servidores públicos municipais de Guaíba", escreveu.

O executivo também destaca que entende que já está fazendo todos os esforços a fim de promover a justa e merecida valorização de seus servidores, observando as obrigações impostas pela responsabilidade fiscal e dentro das diretrizes das política as públicas do planejamento de governo, que tem como principais objetivos manter a saúde financeira do Município e o equilíbrio dos investimentos públicos para atendimento de todas as demandas e necessidades da população como um todo.

Comentários:

Veja também