Repórter Guaibense

Notícias/Cidadania

Jovens concluem curso comunitário de informática na vila Ipê

Jovens participaram do curso ministrado pelos professores da Ufrgs

Jovens concluem curso comunitário de informática na vila Ipê
Pedro Molnar
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Jovens da comunidade do Ipê e Santa Rita concluíram o curso de informática na noite desta quinta-feira (2) na Associação de Voluntários da Vila Ipê (Avope), zona norte de Guaíba. Cerca de 15 participaram do curso ministrado pelos professores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Nova, empresa de tecnologia de Porto Alegre, para aprenderam a trabalharem em manutenção e concertos de computadores.

A ideia é que eles participem ainda de outros módulos em 2022 para cada vez mais consigam mais experiências e se inserem o mais rápido possível no mercado de trabalho. 

"Talvez sejam para eles o primeiro certificado, de apenas 30 horas, mas o nome que está escrito nele conta muito. Da Ufrgs, que há oito anos é considerada a melhor universidade pública do país. E se todos levarem a sério é um futuro, se lavarem a sério é uma profissão e se levarem mais a sério ainda é a carreira da vida desses jovens. Esses são os futuros empresários de Guaíba", disse o professor Carlos Herrera. 

O projeto iniciou com a doação de aparelhos através de programas de aproveitamento daqueles descartados por diversos órgãos do governo federal, os Centro de Redicionamento de Computadores (CRC), que são distribuídos em plenas condições operacionais a pontos de inclusão digital, como telecentros, escolas públicas, bibliotecas e entre outros.

 

 

A expectativa do Rotary Club de Guaíba - Farrapos, responsável pela Avope, é que esse projeto resulte na criação de profissões para esses adolescentes. Que sejam empreendedores.

 - Esse projeto é muito importantes para poder gerar renda e conhecimento para esses jovens para que eles tenham uma profissão dentro do ramo da tecnologia. Para ingressarem no mercado de trabalho e até mesmo serem empreendedores. Não quero que eles ingressem aqui e vão para dentro de uma Dell, quero que eles tenham a consciência que fazendo curso eles mesmos podem auto sustentarem - conta o secretário Júlio Souza.

No ano que vem terá ainda mais cursos avançados de informática, de como montar uma oficina e na sequencia de rede de computadores, programação e web design para pessoas de qualquer idade.

Comentários:

Veja também