Repórter Guaibense

Notícias/Política

Por unanimidade, vereadores negam denúncia de servidores públicos contra Ale Alves

Os parlamentares alegaram que a denúncia não é motivo para abertura de processo de cassação

Por unanimidade, vereadores negam denúncia de servidores públicos contra Ale Alves
Pedro Molnar
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Por unanimidade, vereadores negaram o pedido dos servidores públicos de abrir processo de cassação do parlamentar Ale Alves (PDT) na noite desta terça-feira (5). Ele é acusado de postar video pelas redes sociais com uma série de ofensas e vulgaridades contra os servidores públicos de forma generalizada e descontextualizada.

Os parlamentares alegaram que a denúncia não é motivo para abertura de processo de cassação, com base na imunidade parlamentar, mas que não aceitar a denúncia não justifica o ato ocorrido pelo vereador contra o plano de carreira do funcionalismo. 

Em setembro, em sessão ordinária, Alves pediu desculpas para categoria e disse que houveram distorções exageradas sobre suas falas, e que o ruim de tudo foi a politicagem que foi realizada através de seu vídeo. E que não esperava notas de repúdio dos colegas da posição, que também defendem e elegeram o prefeito Marcelo Maranata. 

- Na emoção todos um dia podemos errar, e que atire a primeira pedra aquele que nunca errou e aquele que nunca pecou. Mais uma vez vou pedir desculpas aqui, publicamente, por que pedir desculpas não é vergonhoso, o ruim é quando achamos que sabemos de tudo e na verdade estamos aqui para aprender.

Para o presidente do Sindicato dos Professores Municipais de Guaíba, Pablo Gomes, o resultado era esperado, mas que o resultado da mobilização dos servidores municipais trouxe um legado de luta em favor do plano de carreira, coibindo outros ataques por parte dos representantes do povo na Câmara.

Comentários:

Veja também