Repórter Guaibense

Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024

Colunas/Geral

Soneto de amor à vaidade

Antes era o começo da mudança, como uma chance de aprender a amar.

Soneto de amor à vaidade
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Antes era o começo da mudança,

como uma chance de aprender a amar.

À luz da morte deixei de esperar

Leia Também:

e fui perdendo as minhas esperanças.

 

Mas o futuro, como a nos zombar,

pregando peça, brinca e diz que não.

Entrou de sola pelo meu portão

e em minha cama resolveu deitar.

 

Diz que não parte antes que eu lhe entregue

cada palavra salgada de lágrima,

cada soluço guardado, profundo.

 

E, desde então, a minha vida segue

- eu e o futuro, vestidos de mágica,

loucos de amor a devorar o mundo.

Comentários:
Liane Tonelotto

Publicado por:

Liane Tonelotto

Liane Tonelotto é psicóloga clínica, poeta e cantora. Em 2020 lançou seu primeiro livro, “Todos os Poemas de Amor que eu não fiz pra você.” Atualmente é vocalista e compositora da banda Pequena Serenata e colunista semanal dos jornais...

Saiba Mais

Veja também